EXÓTICA E CURIOSA ORQUÍDEA DO GÊNERO BULBOPHYLLUM




 
A curiosa orquídea Bulbophyllum é uma orquídea de beleza exótica que floresce na natureza. Certamente foi uma surpresa quando o gênero foi primeiramente descrito por Du Aubet Louis-Marie Petit-Thoaurs. Bulbophyllum: do latim "bulbus, i" que significa bulbo mais a palavra grega "phyllon" que significa folha. O sentido é de "folha bulbosa", numa referência às folhas carnosas das primeiras espécies do gênero.
  
É considerada a orquídea com o maior número de espécies catalogada.

É o maior de toda a família das orquídeas e quase o maior no reino vegetal inteiro. Thoaurs livro, "Histoire des plantes Particulière orchidées recueillies sur les trois Iles Australes d'Afrique, de França, de Bourbon et de Madagascar", descreve dezessete espécies. Na verdade, existem aproximadamente 1.803 espécies. É um pesadelo para o taxonomista para citar os mais de 2.800 nomes aceitos e sinônimos para este tipo de orquídea.

Há mais de seiscentas espécies registradas em Papua, Nova Guiné, a pátria. Eles se espalharam para a Austrália e Sudeste da Ásia com mais de duzentas espécies em Bornéu. Eles também são nativos da África e os trópicos da América Central e do Sul. Índia e Madagascar tem aproximadamente 135 espécies.

Quanto a sua forma vegetativa.

Este tipo de orquídea tem uma incrível variedade de formas vegetativas. Eles podem ter porte alto que têm cana-de-como hastes ou porte tão pequeno que a raiz que serpenteiam o seu caminho nos troncos de árvores. Enquanto cresce, os caules e ramos tendem a desenvolver no sentido descendente. De qualquer maneira, a Bulbophyllum é uma planta perene. Durante o inverno ele assume uma cor rosa-branco e pode chegar a 60 cm (sessenta centímetros) de altura quando adulta. Um dos híbridos desta orquídea tem folhas crescendo a quase seis metros, projetadas a partir de um pseudobulbo. A flores é vermelha escuro e em forma de espinho e lançar um perfume irresistível que atrai insetos e carniça varejeiras para a polinização cruzada.

Cultivo da Bulbophyllum.

A maioria dos Bulbophyllums é de fácil cultivo, apenas com um punhado de musgo sphagnum sendo colocado sobre um toco de madeira ou sobre um tronco de árvore prende-se a planta com uma linha .

Quanto ao crescimento.

As orquídeas Bulbophyllim têm um crescimento quase continuamente. Elas gostam de temperaturas entre 7º graus Celsius a 35 ° Celsius e necessita de um breve descanso durante o frio do inverno, onde diminui consideravelmente seu metabolismo. 

Quanto a floração.

As flores surgem durante a primavera e início do outono. 

Uma dica.

Para evitar podridão da raiz, o substrato deve ser bem descompactado e drenado com regas moderadas de forma a não deixar o substrato fica completamente seco. 

Quanto a luminosidade.

As Bulbophyllums preferem pouca luz, ou seja, 70 por cento de sombreamento da luz solar, e  se adaptam lentamente ao sol da manhã até as 10 horas.

Uma curiosidade neste gênero é a Bulbophyllum nocturnum.

A Bulbophyllum nocturnum é a primeira orquídea descoberta com floração noturna (Foto: André Schuiteman/Divulgação/Royal Botanic Gardens).

Botânicos descobriram, na ilha de Nova Inglaterra, em Papua Nova Guiné, uma espécie de orquídea que floresce à noite. A Bulbophyllum nocturnum é a primeira planta da família Orchidaceae com floração noturna.

A espécie foi descoberta e recolhida pelo pesquisador holandês Ed de Voguel em uma viagem de campo à ilha no Pacífico. Ele cultivou a orquídea no Jardim Botânico de Leiden, na Holanda. Logo, surgiram alguns botões na planta – identificada como pertencente ao grupo Epicrianthes. Eles, entretanto, não desabrocharam. De um dia para o outro, murcharam.
Vogel, então, levou a planta para casa para analisá-la melhor e descobrir o que aconteceu. Para a surpresa do pesquisador, por volta das dez horas da noite, um botão se abriu. A flor se fechou aproximadamente às dez da manhã. Os pesquisadores observaram que as flores da Bulbophyllum nocturnum duram apenas uma noite e murcham no dia seguinte.

Cultivo de Bulbophyllum careyanum.

Bulbophyllum careyanum (Hook.) Spreng. é uma das principais queridinhas dos colecionadores é uma das espécies de orquídeas epifíticas simpodais entre as 700 espécies do gênero Bulbophyllum. É popularmente conhecido como Bulbophyllum de Carey. A época de floração para esta espécie de orquídea começa a partir de setembro e termina em dezembro. As flores duram 15-25 dias. Devido às suas propriedades medicinais, as pessoas tribais do Southern Assam usam o bulbo desta espécie de orquídea para curar diferentes doenças. Hoje em dia, a população dessas espécies de orquídeas está em destruição devido à exploração excessiva, à destruição do habitat e a outras atividades antropogênicas. Por conseguinte, algumas iniciativas de conservação para estas espécies de orquídeas medicinais importantes merecem atenção.

Tamanho : rizoma robusto, 2,5-4 mm de espessura, pedúnculo robusto, embainhado, 4,5-7cm de comprimento.

Cor : sépalas e pétalas laranja amarelo a esverdeado, manchado ou coberto de vermelho marrom ou roxo, lábio amarelo manchado com violeta, coluna amarela laranja;

Flores densamente sobrepostas, 6-8mm de comprimento; pedicelo e ovário, 4 mm de comprimento, flores de 1,25 cm de largura

Substrato para Bulbophyllum careyanum.

Casca de coco, carvão e pedra de brita na proporção de 2-1-1.
Carvão vegetal, casca de pinus e pedra de brita na proporção de 2-1-1.

Água : 2 vezes ao dia.

Luz : condições quentes para arrefecer com sombra ligeira.


Temperatura : 25-29 ° C.

2 comentários:

  1. Site com muitas informações gosto dele e agora já estou seguindo.
    passe o meu blog vai ser um prazer.
    abraços e um lindo dia

    ResponderExcluir
  2. Obrigado por sua preferência.
    Um abraço,
    Jonas Aguiar

    ResponderExcluir

Popular Posts