Dicas de Cultivo de Orquídea Cymbidium


Orquídeas Cymbidium por sua facilidade de cuidado e cultivo, rusticidade, beleza exótica com belas e exuberantes flores, fazem dela um presente perfeito.

Criadas originalmente a partir de orquídeas selvagens das montanhas da Índia e do Sudeste Asiático e hibridizadas pelo homem há mais de 100 anos, apresentam com uma gama de cores, tamanho, hábitos de crescimento e forma que as tornou muito diferentes das espécies originais. A gama de cores de suas flores agora varia do chocolate profundo até o branco neve, amarelos, ouro e todos os tons de vermelho, marrom e de verde. As flores dos Cymbidiums chegam a medir de 1 cm a 15 cm com até 50 flores em um único cacho. Adaptam-se bem ao clima subtropical que compreende a região sul do Brasil onde temos bem definidas as quatros estações do ano. A planta necessita de estações do ano bem definidas e com para uma boa floração, já que a variação climática é fator fundamental para sua boa floração. Nada impede que esta magnífica planta seja cultivada em outras regiões, pois ela se mantém exuberante com bom crescimento apenas vai necessitar de um empurrãozinho para florir, pois necessita de frio para florescer, com boa variação de temperatura entre o dia e a noite.

Existem espécimes extremamente pequenas de Cymbiums e outras que passam de um metro. As flores têm vida incrivelmente grande que vão de quatro semanas até doze semanas.

Local ideal


Cymbidiums apreciam uma posição protegida do sol forte e quente, ventos fortes e geadas. O ambiente perfeito deve ser arejado.

Rega

Cymbidiums necessitam de rega durante todo o ano. Plantas que são deixadas por um longo período sem rega sobrevivem, porém no próximo ano ou dois não aprestará uma boa floração.

- Verão duas a três vezes por semana ou até diariamente dependendo da região onde se encontra.

- Outono: uma a duas vezes por semana, podendo ser mais dependendo da região.

- Inverno: Uma vez por semana ou duas dependendo se o inverno é bem úmido caso contrário aumente para duas vezes.

- Primavera: Uma a duas vezes por semana.

Os Cymbidiums possuem fortes raízes que pode chegar até 6 mm de espessura. Estas raízes funcionam como um mata-borrão quando regada, porém necessitam estarem bem arejadas com substrato adequando para seu cultivo. Caso contrário um substrato que não proporcione um bom arejamento das raízes às danificará. Também o excesso de água nas raízes, fazem com que apodreçam.

A água pode reduzir significativamente a vida da flor.

A orquídea Cymbidium para manter as flores por mais tempo precisa ser molhada com mais frequência, pois necessita de uma quantidade maior de água para manter as flores vivas por um período mais longo, o que a diferencia de outras espécies de orquídeas.

Não molhe as flores, isso evita que a flor sofra com infecções e comece a surgir manchas causadas por doenças fúngicas ou bacterianas. Regue apenas as folhas e raízes.

Adubação

Adicione uma colher de café em um litro de água de fertilizante NPK - 10-10-10 ou 20-20-20 e adube a cada duas semanas.

Reenvasar

A cada dois ou três anos devido ao crescimento vigoro a planta começa a projetar brotos para fora do vaso este é o momento ideal para trocar por um vaso maior ou claro você prefira dividir a touceira e fazer novas mudas, divida de forma que cada muda tenha no mínimo 5 pseudobulbos para que a planta tenha força para florir no ano seguinte.

Procedimentos:

Molhe bem a planta antes de retirá-la do vaso, isto facilitará no momento do desenvasar. Em seguida retire todo substrato que está entre as raízes. Corte as raízes mortas e as apare as saudáveis com cor branca e firme deixando com uns 15 a 20 cm de comprimento. Coloque em um vaso que dê uma folga de 5 a 7 cm da borda e no fundo do vaso coloque dois dedos de pedra brita.

Substrato

Prepare um substrato com 40% de casca de pinus de tamanho médio, 40% de turfa ou fibra de coco ou xaxim e 20% de areia de rio.

Dicas especiais

Recomenda-se o uso de calcário dolomítico para evitar que o pH do substrato fique muito baixo (ácido).  PH baixo pode danificar as raízes e reduzir a disponibilidade de alimento para planta. É uma substância química essencial e necessária para Cymbidiums, mas os adubos disponibilizados no mercado não o traz em sua fórmula, por um motivo o calcário para começar a surtir o efeito desejável que a correção de um solo denominado de calagem leva entorno de três meses.

Quanto a planta está perto de começar a despontar a haste floral é uma boa prática deixar a planta com a mesma orientação ao sol, pois mover a planta mudando de posição em relação ao sol diminui ou aborta o surgimento de hastes e botões florais.

Pragas e Doenças

As orquídeas em geral são atacadas por várias pragas e doenças. Vamos tentar brevemente cobrir este assunto.

Lemas e caracóis – são facilmente controlados por iscas. Usá-los regularmente e, especialmente, depois das chuvas e também quando os picos de flores são os primeiros a projeta-se para fora de suas bainhas.

Ácaros – A planta afetada perde o seu vigor lentamente tornando-se flácida e sem vida. Estes minúsculos insetos sugam a seiva. Plantas bem nutridas e lugares bem arejados evitam o aparecimento.

Pulgões e cochonilhas – Estas pragas se alimentam da seiva das plantas e o seu controle é um pouco mais difícil devido ao controle se não for bem feito a praga acaba voltando.


Bactérias e fungos – Cymbidium raramente são atacados por estas doenças. O único problema é o seu local de cultivo se é excessivamente molhado e escuro ou se o substrato traz características adequadas ao cultivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts