Orquídeas e Fungos - Um Casamento Perfeito - Orquídeas Clorofiladas e Aclorofiladas

Vamos tratar neste artigo um pouco sobre a importância dos fungos micorrízicos que vivem em simbiose com as raízes das orquídeas e que são responsáveis pelo vigor e bem estar das orquídeas.

Existe um fungo chamado Micorriza que auxilia na decomposição de matéria orgânica e na transformação desta em sais minerais. Encontra-se geralmente associado às raízes de algumas plantas, este é o caso das orquídeas, onde suas raízes estão com seu velame entremeado com este fungo.

Micorriza é uma relação mutualística entre fungos e raízes dos vegetais.

Mico – fungo

Riza – raiz

Está presente em 95 por cento das plantas superiores.

Fungos que estão envolvidos:

Rhizoctonia

Ceratorhiza

Basidiomicetos

Como se dá o desenvolvimento desde a semente da orquídea.

As sementes se encontram no estado estéril dentro da cápsula, quando estas são liberas no ar, elas viajam até pousarem em um tronco de uma árvore. Ocorre-se a infecção do fungo e dar-se o processo de geminação da semente formando uma estrutura de células chamada de protocórmio  e permanece até o fim de sua vida associada às suas raízes.

Mais quais são as vantagens que as orquídeas podem tirar dessa associação:

Uma melhor absorção de nitrogênio e fósforo.

Uma melhor absorção de substâncias orgânicas.

Os fungos decompõem muito mais rapidamente a matéria orgânica e a disponibilizando para a orquídea.

Os fungos produzem substâncias essenciais ao desenvolvimento das orquídeas como: fitormônios e vitaminas.

Desintoxica a planta por metais pesados como o alumínio (Al), um dos elementos mais encontrado na natureza.
Obs.: Podemos aqui fazer uma observação quanto à água que escorre de condensadores de ar condicionado em que já presenciei ser utilizada para molhar vasos de plantas. Não o façam, pois essa água está contaminada por alumínio resultante das aletas de alumínio do aparelho. Se assim o fizer, estará intoxicando suas plantas, e consequentemente levando-as a morte.

Na defesa contra patógenos os fungos micorrízicos oferecem tanto proteção mecânica e antimicrobiana.

Em contra partida as raízes das orquídeas favorecem o desenvolvimento das hifas fornecendo proteção e nutrindo os fungos com o carbono de que tanto precisa para sua sobrevivência. É um casamento perfeito entre fungos e plantas.

As orquídeas nunca deixam de nos surpreender é o que veremos agora.

Rizanthellagardneri                    Epipogiumaphyllum
As orquídeas são fotossintéticas, no entanto existe um grupo que foge a essa regra são as orquídeas aclorofiladas (que não produzem clorofila) e estas dependem dos fungos micorrízicos para sua sobrevivência. Essas orquídeas vivem enterradas no subsolo projetando para fora do solo apenas sua inflorescência. Essas orquídeas são: Epipogium aphyllum e a Rizantlhella gardneri.

Algumas recomendações:

Há alguns fatores que colaboram para que os fungos micorrízicos estejam saudáveis e se desenvolvendo juntos com as raízes de suas orquídeas, para que isso aconteça são necessários alguns poucos cuidados, tais como:

Utilize água sem cloro – deixe a água da torneira descansar por 48 horas antes de irrigar sua planta.

Aplicação excessiva de calda bordalesa prejudica os fungos micorrízicos diminuindo sua população, pois possui em sua composição cobre.

O acúmulo de água nas raízes não só mata os fungos micorrízicos como as raízes.

Neste artigo ficou bem claro a importância dos fungos micorrízicos na saúde e bom desenvolvimento das mesmas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts