Como cuidar de uma mini phalaenopsis:

Essa pequena e maravilhosa mini phalaenopsis não deixam nada a desejar no aspecto beleza e encanto.E tem atraído o desejo e a curiosidade de todos.
Aqui vai alguns cuidados com essa pequena maravilha.

Água: Molhe de uma a duas vezes por semana. A melhor forma de verificar se está no momento de molhar é verificar com o dedo se o substrato está seco. É bom que o que o substrato entre as regas esteja quase seco.
Obs.: Evite molhas as folhas se molhar vire o vaso de cabeça para baixo para que não fique água acumulada entre as folhas.

Luz: Coloque em lugar com boa luminosidade solar, jamais na luz direta do sol, pois irá queimar as folhas. Se o local escolhido as folhas começarem a amarelar procure um local com menos intensidade luminosa ou se as folhas estiverem com um verde muito escuro faça o inverso. Desta forma procure o equilíbrio para que tenha uma boa floração, pois a orquídea necessita de boa e adequada luminosidade para florir.

Fertilizantes: Quando a orquídea está florescendo pare com a adubação, após a floração quando iniciar o crescimento da planta é o momento de adubar. Adubos químico com formulação próxima de 12-12-12 são ótimas para seu desenvolvimento, já adubos com formulação com um maior teor de fósforo como 10-30-20 ou similar favorecem uma boa floração.
Obs.: Verifique a recomendação do fabricante sobre a diluição do fertilizante, se a diluição é específica para orquídeas. Desta forma você estará evitando que as raízes de sua orquídea queimem. Em geral a diluição do adubo é uma colher de sopa para um litro de água.


Substrato: Deve ser trocado a cada dois ou três anos, tempo em que geralmente atendem as necessidades da planta, a partir daí a planta tende a entrar em declínio por vários fatores... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts