MÉTODO CASEIRO DE CULTURA DE TECIDO EM ORQUÍDEAS - PARTE 1

     O sucesso do método aqui apresentado depende de "n" fatores tais como: Procedimentos, tipo do tecido e sua condição, luminosidade, temperatura, tipo empregado de nutrientes e a composição, etc.
     O método empregado vem de experiência de diversos autores e foruns.
           A Micropropagação é uma alternativa a mais, aos métodos convencionais de propagação de plantas. Ela envolve a produção de novas plantas, a partir de partes muito pequenas de outras plantas (Por exemplo: Frutos, nós, ramos, pedaços de folhas ou de raízes, etc.), cultivadas com assepsia (livre de qualquer microorganismo) em um recipiente onde o ambiente e a nutrição possam ser controlados. As plantas resultantes são geneticamente idênticas as plantas de origem.

     Enquanto em um laboratório avançado usam-se equipamentos de alta tecnologia para alcançar uma grande produção através da cultura de tecidos, podemos usar meios alternativos, como itens domésticos corriqueiros.


     Itens Necessários para a Cultura de Tecidos caseira:

1 . Uma câmara estéril, usada para fazer a transferência das plantas. Um aquário retangular é uma câmara de transferência ideal. Qualquer câmara de plástico transparente ou de vidro com 50 cm de comprimento, 40 cm de largura e 40 cm de altura pode facilmente ser transformada em uma câmara de transferência;

2 . Uma panela de pressão, para esterilizar o meio, os instrumentos, a água, o papel toalha, etc.;

3 . Potes de vidro com tampas. Potes de comida com tampas, que resistam bem ao calor dentro da panela de pressão, são os vasilhames ideais para uso;

4 . Bisturi e Pinça

5 . Papel toalha ou até mesmo folha A4 de impressora cortada do tamanho, que possam ser esterilizadas e usadas como superfície de corte;

6 . Uma lamparina de álcool etanol, para esterilizar os equipamentos no fogo;

7 . Spray de mão com uma solução de 70% de álcool, para borrifar as faces da câmara de transferência e outras superfícies;

8 . Solução clorada diluída, por exemplo, diluir ¼ de água sanitária, para uso na esterilização das superfícies das plantas;

      Preparação do Meio

     Todos os ingredientes indicados abaixo podem ser comprados no supermercado, farmácia ou loja de produtos naturais (e produtos japoneses, também):

1 . Duas xícaras de água da chuva;
2 . Um quarto de xícara de açúcar;
3 . Meia colher de sopa, de Fertilizante NPK - 10:10:10 solúvel em água, diluir em 1 litro de água. Use uma xícara deste concentrado;
4 . Meio tablete de Inositol (500 mg);
5 . Meio tablete de alguma vitamina com Tiamina (qualquer complexo B pode ser usado);
6 . Quatro colheres de sopa de Agar.

     Este é o Meio básico. Para a preparação de um Meio para multiplicação ou enraizamento, adicione ½ xícara de Leite de Coco e ½ colher de sopa de Malte. Substituindo o Leite de Coco por ½ xícara de Purê de Tomates Verdes ou Suco de Laranja Fresco pode produzir resultados diferentes. Garanta que o pH do Meio esteja sempre entre 5 e 6, usando uma pequena fita indicadora de pH. Ajuste o pH se necessário, utilizando Ácido (Cítrico, por exemplo) ou Base (Bicarbonato de Sódio, por exemplo).

     Misture os ingredientes em uma panela grande, e mexa gentilmente até que o Agar esteja dissolvido, mexendo sempre sem parar, até o Agar pegar o ponto e começar a queimar no fundo da panela. Coloque nos potes de vidro, usando uma concha de sopa, deixando cerca de dois centímetros de Meio no fundo de cada pote. Tampe os potes e processe na panela de pressão deixando por 15 minutos de fervura (marca-se o tempo a partir do momento que começa a apitar).


     Esterilizando os Instrumentos e Outros Itens

     A pinça e o bisturi podem ser esterilizados, sendo primeiro embrulhados em papel alumínio e cozidas na panela de pressão por 15 minutos. Estes itens também podem ser esterilizados por lavagem em solução clorada ou sendo banhados em álcool e flambados.

     Água esterilizada é necessária para a lavagem das partes das plantas e para esterilizar as toalhas de papel que também serão usadas para limpar a superfície de trabalho. A manipulação pode ser efetuada sobre as toalhas de papel. Quando a operação é completada, a toalha pode ser descartada e uma nova toalha estéril é tirada do saco de toalhas esterilizadas. Para fazer este procedimento, utilize um saco de papel e dentro dele coloque as toalhas de papel. Dentro da panela de pressão coloque a água esterilizada dentro dos potes de vidro e coloque o saco de papel com as toalhas acima do nível da água e cozinhe tudo. O saco de papel ficará molhado ao final da esterilização. Coloque-o dentro do forno BAIXO, cerca de 80 graus Celsius e deixe no forno até o saco de papel ficar seco. NÃO abra nem manipule as toalhas até que seja necessário (Deixe dentro do saco de papel esterilizado).


     Esterilização das Partes das Plantas

     Todos os pedaços de plantas podem ser esterilizados em uma solução doméstica de água sanitária (1/4 de xícara da água sanitária + ¾ de água + 1 gota de detergente neutro (o detergente reduz a tensão da água). Coloque os pedaços de plantas em um pote contendo a solução, entre 10 e 20 minutos. Agite o pote frequentemente. Jogue fora a solução clorada. Este processo irá matar as bactérias e fungos e, algumas vezes, algumas partes das plantas, como fruto externo ou em um ramo mais recente e tenro. Enxágüe as plantas duas vezes, em água esterilizada.

     Operações na Câmara Estéril

     Muito cuidado precisa ser tomado para garantir que suas culturas fiquem livres de contaminação. Para conseguir isto, faça o seguinte:

1 . Prenda seu cabelo, enrole suas mangas e retire relógio e jóias. Lave profundamente suas mãos com solução desinfetante para aplicação em pele. Caso você seja alérgico a todos os desinfetantes, lave suas mãos com água e vista um par de luvas cirúrgicas;

2 . Esterilize a parte de dentro da câmara utilizando um spray com 70% de álcool e secando e limpando com um pano esterilizado;

3 . Pegue e organize todos os itens que serão necessários para perto de você, ou dentro da própria câmara;

4 . Trabalhe dentro da câmara, pegue um pedaço de ramo esterilizado de dentro do pote, utilizando a pinça (Nunca toque nos pedaços de plantas, com suas mãos). Também esterilize seus instrumentos, banhando em álcool e flambando, entre cada manipulação. Pequenos pedaços, entre dois e três centímetros de comprimento, com algumas pequenas folhas, podem ser cortados e transferidos para o Meio de Agar. Se as folhas forem muito largas, ou remova elas, ou corte para ficarem com 1/3 ou ½ do tamanho. Coloque um corte em cada recipiente (É importante que cada recipiente só tenha um corte neste momento, pois se o corte estiver contaminado, só ele vai morrer e não vai contaminar os outros). Feche a tampa dos recipientes. Mantenha os potes a temperatura ambiente e fora do sol direto. Mantenha estes cortes por um mês.

     Observações:
    
Alguns cortes estarão mortos pelo banho de solução clorada e/ou pelas toxinas produzidas pela própria planta; alguns estarão contaminados por fungos e bactérias; ou, os novos cortes terão crescido rapidamente a partir das axilas entre os ramos e as folhas, dentro dos recipientes não contaminados.



14 comentários:

  1. BOA TARDE GOSTARIA DE SABER ONDE COMPRAR O INUSITOL 500mg.

    A OUTRA RECEITA DE GERMINAÇÃO FICOU BOA 100%.

    GOSTEI MUITO DO SEU BLOG.

    ResponderExcluir
  2. Inositol vocé encontra em qualquer farmácia, pois é um componente do complexo B.
    Obrigado pelo seu comentário

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela descrição do método, simples e fácil de fazer.
    Valeu... um abraço

    ResponderExcluir
  4. Boa noite. Lendo o seu texto sobre cultura de tecidos em orquídeas gostaria de saber como exatamente são feitos os cortes na orquídea? Devem ser feitos em brotos novos como meristemas, ou gemas? Ou serve um corte de qualquer pedaço? Agradeço sua atenção e te parabenizo pelo seu trabalho. Cláudia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cláudia,
      Os melhores resultados são com gemas ou brotos novos em desenvolvimento, do que aqueles que estão dormentes.
      Um abraço.

      Excluir
  5. Bom dia!
    Gostaria de saber se vocês vendem mudas de orquídeas in-vitro pré-aclimatação ou já aclimatada em Seedlings aclimatados.
    Obrigado walber
    walberamaralaued@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Boa noite. Primeiramente uso o meio de cultura básico, depois passo para um com leite de coco e por ultimo, no enraizamento, passo para um meio com leite de coco + malte? Entendi corretamente? Grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro,
      O procedimento é este.
      Um grande abraço.

      Excluir
  7. Oi adorei sua explicaçao.tenho uma duvida eu tenho aqui adubo 13.13.15 posso usar ou so o 10.10.10.?tenho vitamina b1 .posso usar no lugar complexo b.? E o leite de coco e aquele branco ne isso .nao e agua de coco nao ?

    ResponderExcluir
  8. boa noite, posso usar vitagold no lugar do tablete de complexo b, se sim não sei quantas gotas? E o inositol pode ser substituido por outro ou tem q ser esse mesmo? e qual a finalidade do mesmo??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim pode, desde que a concentração seja a mesma.
      Um grande abraço.

      Excluir
  9. Boa tarde!O malte pode ser substituído por outro produto??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser substituído por grãos de cevada macerados logo quando germinam. Use a mesma proporção da fórmula acima citada.
      Um grande abraço.

      Excluir

Popular Posts