PHALAENOPSIS ORIGEM E DICAS

 
Em particular, a Phalaenopsis encontra-se no Sudeste da Ásia, as várias espécies botânicas são comuns na floresta tropical da Indochina para o norte da Austrália, mas especialmente nas ilhas da Indonésia, Bornéu e as Filipinas.

Primeiro de tudo, a sua natureza. Na verdade, ao contrário das plantas que estamos acostumados a ver ao redor, não vivem na terra, mas sim agarrar a galhos de árvores, como "epífitas". Isto é possível porque nos trópicos a umidade atmosférica constantemente elevada, permite que várias plantas (orquídeas, bromélias, samambaias e até mesmo cactos) sobrevivam com as "raízes no ar", sem desidratar. Além disso, as árvores trazem em seus troncos musgos e líquens onde as plantas epífitas podem se enraizar.

As raízes da Phalaenopsis (como muitas orquídeas tropicais) são adaptadas para capturar a umidade atmosférica. Na verdade, a raiz adequada é coberta com uma camada esponjosa, chamada de velame, que é impregnado de água a cada chuva além de “capturar” nutrientes da atmosfera. Enquanto as chuvas são freqüentes e abundantes, é igualmente verdade que as altas temperaturas e ventilação vai fazer a água evaporar rapidamente.

Portanto, temos um primeiro elemento importante, que é basicamente as orquídeas epífitas pressuposto a crescer bem. Cultivada em uma mistura de boa drenagem, desde que, seque em dois ou três dias. Se demorar mais não vai provocar o apodrecimento das raízes.
     
O composto deve também deixar muito espaço para circulação de ar, de modo a permitir que as raízes possam respirar, favorecendo o crescimento de raízes aéreas. Um bom composto que é usado há décadas é a casca de coníferas (bem, elas estão acostumados a viver na natureza presas em vários tipos de cascas), com a adição de outros materiais que permitem um mínimo de retenção de água e nutrientes (pequenos pedaços de cortiça, musgo, etc).

     
Nas florestas tropicais onde vivem essas phalaenopsis , vegetam em temperaturas de cerca de 30 graus Celsus durante o dia, 25 ° graus a noite durante todo o ano.
     
As florestas tropicais têm uma grande abundância de plantas epífitas. As árvores sobem em busca de luz, enquanto a vegetação rasteira é muitas vezes uma massa espessa de plantas de folhas grandes, com muitas variedades rasteiras como: antúrio, spatiphyllum, Dieffembachia, e assim por diante.
     
Entre os arbustos e árvores quando há amplo espaço nos troncos e galhos, samambaias, orquídeas, bromélias e epífitas várias outras espécies, cada um dos quais recebe o seu próprio nicho em uma certa altura, protegido por aqueles que são acima ... Não é apenas uma sombra, porque muitas vezes há 30 ou 40 metros de altura do solo.
     
Phalaenopsis viver no meio, preferindo uma posição que onde tem um pouco mais luminosidade do que a de Spatiphyllum, mas bem longe da luz solar direta.
     
Na natureza, Phalaenopsis são reproduzidas a partir da semente: que geram centenas de milhares de sementes de cada vez, e algumas poucas vão germinar bem.
     
Graças a Deus que Phalaenopsis têm outras maneiras de propagar. Um das formas especiais é fazer com que novas plantas surjam nas hastes de flores com suas raízes. Essas plantas, quando tem pelo menos três ou quatro raízes aproximadamente de 7 cm, pode ser destacadas e envasadas.
     
Sobre a haste que já floriu: a Phalaenopsis (ou quase todas) pode surgir novas flores, para isso corte a haste deixando dois nós.
   
Há dois tipos principais: o padrão e o miniatura. O primeiro pode chegar a 1 m de altura, enquanto as miniaturas ficam em torno de 30 cm. Ambos tem a estrutura bem semelhante, diferindo apenas no tamanho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Popular Posts