terça-feira, 4 de janeiro de 2011

COMO TER SUCESSO NAS REGAS DE SUAS ORQUÍDEAS

     Ao começarmos a cultivar orquídeas, há sempre aquela dúvida quantas vezes ao dia ou por semana devo regar as orquídeas, devo deixá-las encharcadas. E ao final de tantos cuidados e após muitas regas as orquídeas se definham.     Alguns conselhos simples e conceitos vão responder às dúvidas daqueles que querem cultivar orquídeas e verão que não há tantos segredos assim.
      Devemos ter em mente que as orquídeas na natureza depende do habitat que se encontra na natureza para se desenvolver e o quanto de água ela recebe em que proporções a natureza proporciona e de que forma.
     Tomamos uma planta que na natureza cresce com suas raízes expostas livremente e a colocamos num recipiente fechado, com as raízes cobertas, o que é uma coisa bem diferente. Aí é quando surgem os problemas no cultivo.
     Quando acondicionada as raízes das orquídeas ela precisam de boa drenagem, com substrato poroso que retenha quantidade mínima de água, uns 10 a15% da água de rega na maioria dos cultivos.
     A uma grande confusão quanto a umidade e rega, onde umidade e a concentração de água na atmosfera ou ambiente e rega a água depositada.
     Muitas vezes a umidade é que está errada, e não a rega ou a sua freqüência. Parece simples, mas muita gente confunde essas duas coisas. Faça uma experiência tente cultivar uma orquídea num ambiente com ar condicionado você verá que a orquídea  não se desenvolverá antes definhara.
     Se o local  for quente e com pouca umidade, coloque plantas de folhagem, pratos com areia ou argila expandida (para evitar mosquitos) sob os vasos, ou regue ou molhe o chão para aumentar a evaporação e a umidade do ar no local. As orquídeas conseguem absorver bem a umidade do ar.
     Em geral as orquídeas cultivadas em casa, apartamentos devem ser regadas durante o meses quentes e secos a cada 2 dias dependendo do tipo de vaso que se encontra se for plástico a cada 2 dias e se for cerâmica todos os dias, o ideal seria emergir completamente o vaso dentro da água durante os dois minutos para lavar o substrato eliminado o excesso  ou fração da decomposição que é tóxico para as raízes e o excesso de adubo que também e prejudicial pois queima as pontas das raízes. Ainda cabe aqui uma observação quanto ao tipo de substrato e a espécie de orquídeas se requer mais água e umidade ou não, e ainda a estação do ano se é inverno onde as regas devem diminuir para evitar o apodrecimento das raízes e o aparecimento de doenças fúngicas ou  bacterianas.
     Não regue as flores para que não apareçam manchas .
     Qualidade  da água é fundamental para o desenvolvimento da orquídea,  a água de torneira possui uma grande quantidade de cloro que é prejudicial para as raízes da maioria das orquídeas, então nesse casso deixe a água descansar por três dias que o cloro vai evaporar. A água suja pode levar doenças para sua orquídeas, dê  água límpida .
     Passe a ter um olhar  clínico  e observe se a sua orquídeas está com as raízes bem arejada e se o substrato não  está encharcado, o correto é que após um intervalo de rega o substrato esteja quase seco para então molhar de novo.
     Ao adquirir sua orquídea, procure informações sobre regas, luminosidade, substratos da espécie que está adquirindo, assim você terá mais chance de sucesso.
     Espero que tenha contribuído para seu sucesso. Bom cultivo!
    





  


    

4 comentários:

  1. Moro em Aracaju a 500m da praia. Agora no verão a temperatura varia entre 28 a 32 graus e a unidade fica em torno de 60 a 70mmgh. Quando comprei minhas mudas fui orientada para pulverizá-las 2 vezes ao dia nos dias mais quentes. Contudo, observo que o substrato está sempre muito seco. Coloquei esfagno para reter mais umidade mas este também resseca. Adubo com micronutrientes a cada 15 dias. Sinto que minhas orquídeas não estão "felizes" apesar de estarem verdes. Gostaria de uma orientação pois tenho medo de hidratá-lãs demais.

    ResponderExcluir
  2. Olá Ana Cristina,
    Se você molha suas orquídeas na parte do dia a água evapora mais rapidamente, se é à noite a evaporação é mais lenta e consequemente o substrato fica hidratado por mais tempo.
    Você aqui não descreve que variedades de orquídeas você possui, pois dependendo da espécie há exigências quanto a regas mais frequentes.
    A questão de manter o substrato sempre úmido poderá ocasionar o apodrecimento das raizes na maioria das espécies.
    Observe que existem períodos em que a orquídea entra em repouso e parece não responder aos cuidados, e há outros fatores que ocasionam um desenvolvimento pouco satisfatório. Como por exemplo mudar o posicionamento das plantas com certa frequência e isso ocasiona um período de adaptação por parte da mesma, e etc...
    Espero ter te ajudado!

    ResponderExcluir
  3. Adorei as dicas, quero saber se há alguma maneira de eu enviar algumas fotos da minhas orquídeas e os ambientes aonde se encontram para que possam me aconselhar. Tenho algumas na varanda, umas em vasos de barro, outras em vasos de plástico. Outras num jardim interno na sala, onde não bate sol, nem indiretamente, só a claridade. Mas todas florescem, reflorescem e duram bastante. Fico no aguardo, obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Miris,
    Obrigado pelo comentário.
    O e-mail para contato é este: ciencia.jonas@yahoo.com.br
    Um abraço,
    Jonas Aguiar

    ResponderExcluir