segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

SUBSTRATOS PARA ORQUÍDEAS

    Para ter sucesso no cultivo de orquídeas, a melhor maneira é observar as condições do ambiente em que a espécie habita e tentar reproduzir esse habitat ou chegar o mais próximo possível. Para tanto um substrato que disponibilize nutrientes, água, pH, arejamento em condições adequadas a orquídea ela se desenvolvera perfeitamente.
     Existem dois tipos de substrantos:
  • Inorgânico - cascalho, espuma de nylon, isopor entre outros
  • Orgânico - xaxim, fibra de coco, esfagno, casca de madeiras entre outros
      As raízes por realizarem importantes funções como absorção de nutrientes, sustentação, respiração e fotossíntese, necessitam de substratos adequados, tais como:

     O xaxim é uma fibra extraída do tronco de uma samambaia conhecida como samambaiaçu (Dicksonia sellowiana), que se encontra em extinção pelo corte indiscriminado nas matas.
     Tem sido ao longo do tempo o substrato mais empregado pelos orquidófilos por trazer uma série de benefícios.
     Apresenta boa aeração, retém pouca umidade, boa iluminação e boa durabilidade.
     Em geral troca-se a cada 4 anos.

     Fibra de coco
     Encontra na forma desfiado, em cubos, placas. Tem sido empregado em substituição ao xaxim, porém apresenta alto teor de tanino e sal o que não é apropriado para algumas espécie.
     Apresenta boa aeração, retém pouca água, boa iluminação e razoável durabilidade.
     Troca-se a em geral a cada 2 anos.

     Casca de madeiras
     Podem ser utilizadas na forma de placas, toquinhos ,pequenos pedaços.
     Árvores que apresentam cascas grossas como pau-branco, peroba-rosa entre outras.
     Apresentam boa aeração e retém muito pouca umidade, e de grande durabilidade.

     Musgo ou esfagnum
     É proveniente de fundo de riachos.
     Não se deve empregar o esfagno clareado, pois o mesmo possui produtos tóxicos para as orquídeas, que foram empregados no clareamento.
     Tem sido muito usado junto com outros substratos, como casca de pinus, sendo muito utilizada na cultura de Phalaenopsis.
       Retém muita umidade, baixa aeração, tem pouca durabilidade que vai de 6 meses a 2 anos.

     Rochas
     A brita tem sido empregada na cultura de orquídeas, por apresentar certas características como pouca retenção de água e nutrientes e boa aeração, e seu emprego tem como principais culturas: Cattleya walkeriana e nobilior, Rodriguezia e demais espécie rupículas.
      De durabilidade indeterminada.

     Fibra de piaçava
     Utilizada na fabricação de vassouras, deixa sobras que são descartadas pelas fábricas de vassouras.
     Tem boa durabilidade, retém pouca umidade, boa aeração e pouca retenção de nutrientes.

3 comentários:

  1. Qual o melhor substrato para a Orquidea Phalaenopsis??

    ResponderExcluir
  2. Fora o xaxim o sfagnum.
    Obrigado por sua participação,
    Jonas Aguiar

    ResponderExcluir
  3. gostaria de uma dica de um hormônio para as orquídeas e os sites que posso encontra-los.

    ResponderExcluir